Deméter e Amor

11.07.2016

 

 

 

Deméter é a deusa das colheitas.  A mulher-Deméter gosta de estar grávida, de amamentar

​ 

e de cuidar de crianças. Não tem muito interesse em relacionamentos intelectuais ou pela sexualidade,  gosta do companheiro  que seja provedor  para seus filhos,  um homem  que seja confiável.

 

Mulheres-Deméter têm uma energia maternal muito forte e, muitas vezes, acabam virando

​ ​

"mães"  de seus  companheiros.  Praticamente transformam  seus companheiros em "filhos", para poderem idealizá-los como heróis. 

 

Mulheres com esta energia forte estão absolutamente envolvidas com a maternidade, nem se importam  em arranjar  tempo para elas mesmas.  Sentem-se plenamente realizadas sendo mães.  Onde  houver alguém  precisando maternalmente delas,  elas estarão lá,  alimentando,confortando, consolando...

No mundo que  vivemos  hoje que as mulheres também têm que trabalhar  para o sustento

​ ​

da casa,  as mães  sentem  uma  profunda dor  em ter que  deixar seus filhos  aos cuidados de outras pessoas  ou instituições, gerando uma tremenda  culpa que tem que ser abrandada de

​ 

alguma maneira.

 

Hoje em dia as mulheres-Deméter têm pouco poder, sofrem com a transformação da nossa

​ 

civilização. Elas querem simplesmente criar seus filhos e se veem obrigadas a retornar rapidamente à força de trabalho para atuar lado a lado com seus companheiros ou ficarem independente deles,  e muitas vezes  sendo pai e mãe  de seus filhos,  criando-os  absolutamente sozinhas.

 

Nosso mundo  está carente da atuação materna profunda e verdadeira,  onde se aprende a

​ 

construir o amor, para que seja vivenciado em outras relações futuras com equilíbrio e alegria.

 

    Entenda-se esse amor, não como aquele que super protege e bloqueia o crescimento, e sim como o amor que ensina a viver e DES-ENVOLVE sua cria.

 

 

Silvia Marto

Psicóloga 

 

Please reload

  • Facebook Basic Black

Silvia Marto

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon

©2016 por P@t Estúdio. Silvia Marto Todos os direitos reservados.