Mitologia egípcia - ÍSIS


"Ó Ísis!

Mãe do cosmo, raiz do amor, tronco, capulho, folha, flor e semente de tudo o que existe.

A ti força da natureza conjuramos.

Chamamos a Rainha do Espaço e da Noite... e beijando seus olhos amorosos, bebendo o orvalho de seus lábios, respirando o doce aroma de seu corpo, nós exclamamos:

Ó Nuit!

Tu, eterna deidade do céu, que és a alma primordial, que és o que já foi e o que será. Ísis, a quem nenhum mortal levantou o véu. Quando tu estiveres sob as estrelas irradiantes do noturno e profundo céu do deserto, com pureza de coração e na chama da serpente, te chamamos:

RAM-IO... RAM-IO... RAM-IO..."

Ravenah

Ísis é uma deusa da mitologia egípcia cultuada como mãe e esposa ideais, protetora da magia e da natureza.

Deusa da fertilidade e maternidade. Ísis é mãe de Hórus. Seu irmão Osíris tornou-se seu marido. Osíris é assassinado por seu irmão Seth. Ísis com seus poderes mágicos e a ajuda do deus Anúbis devolvem a vida a Osíris. Vemos aqui seu poder da ressurreição, em nome do amor.

Ísis é zeloza com todos, indiscriminadamente, praticando assim seu incondicional amor maternal.

Osíris e Ísis simbolizavam a realeza do Egito. Os rituais consagrados a Ísis se espalharam pela Grécia, Galícia, Espanha, Arábia Saudita, Portugal, Irlanda e Grã-Bretanha.

Ainda hoje, no Egito há uma festa em homenagem a Ísis chamada "Noite da Lágrima" que acontece todo mês de junho. As cheias do Nilo eram atribuídas às lágrimas derramadas por Ísis pela morte de seu amado Osíris.

Esta deusa é tudo o que se projeta da mulher amada. Reúne todos os atributos em si. É a Grande Mãe, como Deméter, a condutora das almas e da magia, como Perséfone, a esposa forte, como Hera, a protetora da natureza, como Ártemis, a divina representação do amor, como Afrodite, enfim, reúne em si tantos atributos, sendo o principal deles, o amor incondicional.

Protetora das crianças, mãe zeloza, amante divina...

Filha da união do céu (Nut) com a terra (Geb). Tinha o poder de se transformar em um falcão e suas asas tinham o poder de ressuscitar os mortos. Ela devolvia a vida com o bater das asas. Podemos aqui observar a representação do amor que devolve a vida. O amor é essa energia que está em todos os lugares, aqui representado pelas asas de Ísis, o amor tem o poder da devolução da vida em todos os sentidos, sua energia leve e fluida é capaz de penetrar todo ser que permitir sua entrada. Só o amor transforma morte em vida.

O amor é a cura... é a divindade universal.

Ísis é bastante representada sentada em um trono e segurando a cruz ansata em uma das mãos. Ela é também considerada uma feiticeira com o conhecimento das artes mágicas. Com seu poder, ela anula o que possa estar determinado pelo destino, portanto, aqui vemos novamente o poder de transmutar o mal em bem. A transformação do negativo em positivo, a renovação da vida através do amor.

Silvia Marto

Mitoanalista

www.silviamarto.com.br