Relacionamento com o homem regido pelo arquétipo de Zeus

Zeus, o deus de muitos romances e muitos filhos. Para se relacionar com mortais, se metamorfoseava em animal que seduzisse a mulher de seu interesse. Obviamente, todos os seus romances despertavam a ira de Hera, sua esposa. Zeus se transformou em um cuco para conquistar Hera, a deusa imediatamente afagou o cuco, mas quando Zeus se revelou a ela tentando seduzi-la, esta o barrou dizendo que com ela seria somente através do casamento. Assim era no tempo de nossas avós, bisavós e além, a educação que as meninas recebiam de como deveriam se comportar diante de uma investida masculina.

A mulher que tem um Zeus como companheiro está ao lado de um homem poderoso e autoritário. Ele é quem preside seu território. Seu próprio lar é também seu reinado de poder, por isso, para ele é importante a casa e a família. É um homem predisposto a casamento e paternidade. O que espera da esposa é que seja uma boa administradora do lar e cuide bem dos filhos; delega essas tarefas a ela, ele mesmo não tem muito tempo para isso.

O homem Zeus é do tipo que se arrisca para alcançar suas metas. Ele não é empregado de ninguém, ele é o dono ou presidente da empresa. Quer sempre mais, crescimento constante é sua meta.

Seus principais símbolos são o raio e a águia, enxerga objetivos distantes e vai em sua direção rapidamente.

Para Zeus, uma esposa ideal pode não ter nada a ver com uma ligação amorosa, essa esposa tem que lhe trazer poder de uma certa forma, ou ajudá-lo a manter-se nesse poder, ou seja, sua companheira deverá gostar de viver no poder tanto quanto ele.

Se um homem Zeus tem conjuntamente outros arquétipos compensadores, então poderemos ter paixão e romance na relação.

A manutenção de uma vida poderosa dá trabalho, e a válvula de escape de Zeus são seus casos amorosos extra-conjugais, é um sedutor nato, gosta da conquista. Faz tudo o que é preciso para conseguir a mulher de seu desejo, após a vontade satisfeita, volta para o seu trabalho, mantendo pouca ligação com aquela que conquistou, mas comumente produz filhos dessas relações, pois ele é um homem produtivo, inclusive na geração de filhos, como em tudo na sua vida.

É homem que reconhece a paternidade de seus filhos e cuida deles mantendo-os com o que eles necessitarem de material, é provedor, não é um pai de grande afetividade. Seus filhos devem ser obedientes e realizarem suas vontades.

O filho preferido para um homem Zeus é aquele que sabe se controlar emocionalmente e que também tem ânsia de poder, para ampliar os horizontes de seu pai, será seu companheiro de negócios, não importa se menino ou menina. Dentre eles estão Apolo e Atena.

É um pai que orienta os filhos em suas carreiras, ele pode ouvir a todos, mas a palavra final é dele.

Assim sendo, vemos que o homem Zeus não é aquele que corre atrás de mulheres apaixonadamente, sua força de atração é seu poder e dinheiro. Não sabe muito bem conversar sobre seus sentimentos, discutir a relação é algo que ele abomina.

O homem com tal personalidade pode ser considerado o macho alfa, são pessoas de sucesso natural e intimidam os outros homens.

Sua sexualidade também faz parte de seu poder, porém, apesar de toda fama que tem por conquistar muitas mulheres, ele não é um grande amante, perdendo nesse atributo para outros deuses que se dão melhor do que ele nessa área. Para que ele seja um bom amante, tem que vivenciar outros arquétipos em si mesmo, ou suas conquistas não passarão de jogos de poder para sua realização de que consegue tudo o que quer.

As qualidades do homem Zeus são poderosas, mas vemos como é necessário para que haja uma vida plena, que outros arquétipos sejam também ativados, para que junto com todos esses atributos, a vida seja mais equilibrada e portanto, mais feliz.

Silvia Marto